Suicídio juvenil: um problema social e pastoral

Vilmar Dal Bo Maccari, Eugênio Luedke Filho

Resumo


O presente artigo desenvolve uma reflexão social e pastoral sobre a problemática do suicídio e da autolesão de jovens. Embora pouco se fale sobre esse assunto, o suicídio é a segunda maior causa de morte entre jovens no mundo e a terceira maior no Brasil. Além disso, estima-se, que para cada caso de suicídio consumado houve outros dez que tentaram e sobreviveram. Em vista desta triste, silenciosa e urgente realidade, buscamos trazer para dentro da reflexão teológica esse complexo tema, que por muitos anos ficou silenciado e agora mais do que nunca, precisa ser resgatado, trazê-lo à luz, para que possamos encontrar caminhos para preveni-lo e superá-lo. Em vista de alcançar tal objetivo, organizamos esse artigo em quatro seções: na primeira e na segunda seção buscamos definir o que é ser jovem na sociedade atual e apresentamos alguns dados estatísticos com breve reflexão sobre a epidemia suicida e autolesiva no Brasil e no mundo; na terceira seção, abordamos o problema do suicídio como um fenômeno social intrinsecamente relacionado ao modelo econômico ao estilo de vida da sociedade contemporânea; na quarta seção apresentamos algumas iniciativas de políticas públicas que já estão sendo desenvolvidas pelo Estado, Igreja e ONGs, para prevenção do suicídio. Essa pesquisa é de natureza básica, de caráter exploratório e bibliográfico, e a forma de tratamento dos dados é qualitativa.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.46525/ret.v34i3.1579

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Encontros Teológicos

ISSN 2525-846X


Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.